Whey Protein, o suplemento mais usado hoje no Brasil

Compartilhe nas redes sociais!

O advogado Gabriel Gianinni Ferreira, de 23 anos, faz musculação desde os 17 e sempre leva uma garrafinha para a academia quando vai treinar. 

Assim como ele, muitos outros adeptos dessa atividade tomam whey protein assim que terminam os exercícios. Com a “febre” de suplementos invadindo Araraquara, profissionais dão dicas de como utilizá-lo corretamente.

Apaixonado por musculação, Ferreira faz de sete a oito refeições por dia. O suplemento, como próprio nome diz, não substitui uma refeição, mas pode quebrar um galho dependendo da situação. “Tenho uma dieta cotidiana e rotineira, mas nem sempre tenho tempo hábil para comer refeições sólidas; é nesse momento que faço o uso do whey, justamente para complementar minha dieta”, conta.

Com o mercado de suplementos cada vez mais amplo e com marcas novas, Ferreira sempre opta pela confiança. “Muitas vezes você paga um preço mais baixo em um whey, mas, na verdade, está consumindo um produto totalmente distinto do que vem as informações nutricionais. Acabo escolhendo meu whey tendo em vista a confiança de que aquela marca me passa, bem como o custo-benefício daquele produto”, afirma.

Deivide Leme
Suplemento Danilo e Lucas estão vendendo mais whey desde janeiro
Dicas – Para quem não está acostumado com esse universo e vai adicionar os suplementos na sua rotina agora, é preciso tomar alguns cuidados.

Segundo a nutricionista Laís Loreto Pacchiono, da Clínica Doutor Emagrece, se ingerido corretamente, o whey não causa nenhum dado ao organismo. “O ideal é tomar depois do treino e somente uma vez por dia. Ele ajuda no aumento de massa muscular e não engorda, isso é mito”, diz.

O whey é geralmente o primeiro suplemento indicado para quem começa a treinar, mas nem sempre é essencial. Segundo o preparador físico Filipe Domingos Arcienega, 25, quem faz musculação para ter uma vida saudável, sem pretensão de “crescer”, não precisa necessariamente tomar whey.

“Para quem quer ter um ganho de massa muscular maior, é aconselhável tomar whey. Mas, para quem tem uma alimentação rica em proteína e só quer manter o peso, não precisa”, avalia Arcienega. Ele também afirma que é necessário seguir corretamente a dosagem indicada no rótulo do produto. “Se a pessoa tomar mais do que está escrito, pode ter algum problema de saúde e até sobrecarregar as funções do fígado”, completa.

Outro benefício do whey é saciar um pouco a fome pós-treino. “O whey suplementa o que a pessoa está perdendo de proteína e minerais quando treina, por isso tomamos depois. Mas acaba inibindo um pouco a fome também, então evita de a pessoa sair da academia e fugir da dieta”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.