Tipos de Proteína em Pó Animal

tipos de proteína em pó

Se há uma certeza, é que o mercado de proteína em pó está crescendo. Existem tantas opções para quem procura aumentar a ingestão de proteínas , com as proteínas em pó de origem animal no topo da lista.

Tempo estimado de leitura: 7 minutos

A proteína em pó de origem animal mais comum sem dúvida é a proteína de soro de leite ou seja o whey protein. Entretanto existem também a proteína em pó de clara de ovo, a caseína, colágeno e isolado de proteína em pó de carne bovina. Proteínas vegetais incluem soja, ervilha, aveia, arroz integral, cânhamo e proteína de semente de abóbora.

Enquanto as proteínas de origem vegetal estão na moda, as proteínas de origem animal ainda tem melhor perfil nutricional bem como benefícios. As proteínas de origem animal são compostas de proteínas completas, elas contêm todos os aminoácidos essenciais. Enquanto as proteínas de origem vegetal geralmente carecem de alguns aminoácidos. Por esse motivo, os fabricantes de proteínas vegetais às vezes combinam fontes de proteínas para criar uma mistura de proteína em pó completa.

Além disso, as proteínas em pó de origem animal tem melhor perfil de mistura e sabor do que as de origem vegetal. Isso significa que você terá um shake mais agradável e cremoso.

Tipos de proteína em pó animal

Proteína em pó do leite – Caseína

A saber, a maioria das proteínas em pó de origem animal são feitas de leite. A caseína é uma das duas proteínas encontradas no leite. Assim auando o leite é coalhado, o soro é retirado e sobra a caseína.

Entretanto a caseína contém todos os nove aminoácidos essenciais, sendo assim uma proteína completa. E embora a caseína seja derivada de leite, ela contém apenas pequenas quantidades de lactose e provavelmente não é a causa do desconforto. [1] [2]

Além disso, um diferencial da caseína sobre o whey protein é sua taxa de absorção. Pois o whey protein é absorvido quase imediatamente após o consumo, enquanto a caseína é absorvida muito mais lentamente. Por isso, a caseína é conhecida como uma proteína de “liberação lenta”. Dessa maneira é melhor para longos períodos de tempo entre as refeições ou para tomar a noite, antes de dormir. É por isso que alguns nutricionistas sugerem comer queijo cottage antes de dormir. [3]

Como a caseína é uma rica fonte dos aminoácidos de cadeia ramificada leucina, isoleucina e valina, ela ajuda a preservar a massa corporal magra (músculo) durante os períodos de quebra muscular de proteínas e estimula a síntese de proteínas. Isso significa que é melhor para ganhar massa muscular e perder peso e para quem sofrem de doenças que causam a perda de massa muscular, como distrofia muscular, desnutrição, câncer e até inatividade física prolongada. [4]

Em termos de consistência e sabor, tanto o whey protein quanto a caseína têm sabores semelhantes, mas a caseína tem uma textura mais arenosa do que whey e parece mais espessa quando misturada com água.

Whey Protein

A proteína em pó do soro de leite é a porção líquida que sobra do processo de fabricação do queijo. Essencialmente, é a outra proteína encontrada no leite e representa cerca de 20% (os 80% restantes são caseína). Compreende todos os aminoácidos essenciais sendo considerada uma proteína completa.

Whey isolado é uma proteína em pó de rápida absorção, o corpo absorve 10 gramas a cada hora. [6] Por isso ideal para atletas ganhar massa muscular rápido — os aminoácidos são transportados para onde são necessários após uma sessão de treinamento difícil mais rapidamente.

Outro benefício da proteína em pó do soro de leite é que ela contém maior quantidade do aminoácido cisteína. A cisteína é o precursor da glutationa, um antioxidante importante .[7] A glutationa atua como um poderoso antioxidante que protege contra o estresse oxidativo e danos celulares, principalmente nos exercícios intensos. [8]

Além disso, a proteína em pó do soro de leite está repleta de aminoácidos de cadeia ramificada (BCAAs). Esses ajudam a evitar que o músculo usado como combustível durante um treino e ajudam na recuperação depois do treino. [9]

De todos os suplementos de proteína em pó no mercado, a proteína de soro de leite tem os melhores perfis de mistura e sabor. Mistura-se facilmente com qualquer bebida. E se você está procurando uma opção sem lactose, a proteína em pó do soro de leite tem menos de um por cento de lactose por porção. [5]

Proteína do ovo

Você sabia que, de todas as proteínas, a proteína em pó do ovo é a de maior qualidade? E que todas as outras proteínas são comparadas a ela por sua classificação? Isso mesmo, a proteína do ovo (tanto a encontrada na gema quanto na clara) uma proteína completa e quase 100% dela utilizada pelo organismo. E se você tem alergia a laticínios ou não gosta do sabor do whey protein ou da caseína, a proteína do ovo é uma ótima alternativa.

Comer ovos não é o mesmo que usar proteína de ovo em pó. Para começar, a proteína em pó do ovo geralmente usam apenas as claras. Quando você come ovos, come o ovo inteiro (gema e clara) ou descarta a gema ou vice-versa.

Uma clara de ovo fresca contém 3,6 gramas de proteína, enquanto uma colher de proteína em pó de clara de ovo contém cerca de 25 gramas de proteína, dependendo da marca que você compra. Para ter a mesma quantidade de proteína, você teria que comer 7 claras de ovos. [10]

A proteína em pó da clara de ovo é uma grande fonte do aminoácido leucina . A leucina é a principal responsável pela reconstrução muscular após um treino intenso. Também ajuda a manter o controle da glicose no sangue. [11] [12] Além disso a proteína em pó da clara de ovo não tem sabor.

Colágeno

A maioria das pessoas conhece o colágeno por sua principal função estrutural no corpo; tecido conjuntivo, articulações, cartilagem, cabelo, pele e tendões. E, embora sirva a esses propósitos, também desempenha um papel no reparo celular e na função imunológica, de modo que, quando o tecido é danificado, tem reparado de maneira rápida e eficiente. [13] O colágeno produzido naturalmente no corpo e consumido por meio de alimentos integrais e suplementos.

Os peptídeos de colágeno em forma de proteína em pó tem uma alta concentração de três aminoácidos; glicina, prolina e hidroxiprolina. [14] Embora a popularidade do colágeno seja empolgante, seu uso como substituto de refeição ou fonte de proteína não tem apoio nas pesquisas. Além dos benefícios a função articular, recuperação muscular, pele e saúde do cabelo.

Se você está procurando um suplemento de proteína em pó para ganhar massa muscular, então o colágeno não é a melhor opção. No entanto, os peptídeos de colágeno tem os efeitos de antienvelhecimento, melhora a saúde e a elasticidade da pele. [15] Por mais que você queira resultados imediatos, isso simplesmente não acontecerá com a suplementação de colágeno. Em vez disso, você terá que esperar pelo menos três meses de uso consistente para ver as diferenças.

Entretanto o colágeno puro é insípido e inodoro.

Em conclusão:

Escolher a melhor proteína em pó não é uma tarefa fácil. Há tantas opções para escolher, todas alegando ser a melhor para ganho de massa muscular . Felizmente, existem maneiras de determinar se um produto tem boa qualidade . Para começar, sempre escolha produtos que testados e certificados por terceiros de forma independente por órgãos de certificação, como ANVISA e FDA.

Autor: Ulisses Veloso de Carvalho

Estudante de Nutrição, autodidata e um apaixonado por alimentação saudável, musculação . Minha meta é levar aos leitores do site Fanáticos Por Musculação as informações mais recentes do mundo fitness.

Um comentário em “Tipos de Proteína em Pó Animal”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.