Pular para o conteúdo
Início » Quem Toma Testosterona pode Beber?

Quem Toma Testosterona pode Beber?

Quem Toma Testosterona pode Beber

O consumo excessivo de álcool afeta negativamente quase tudo em nossa saúde e principalmente para quem toma testosterona, beber não é diferente. Beber álcool em excesso, certamente causa alterações de curto a longo prazo em muitos hormônios do corpo, incluindo a testosterona.

A saber, a testosterona é o principal hormônio sexual masculino. Ela dá aos homens suas características masculinas e desempenha um papel crítico no crescimento muscular e ósseo, bem como no desenvolvimento do esperma.

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Como beber álcool afeta a testosterona?

Existem três glândulas necessárias para a produção de testosterona nos homens: o hipotálamo, a glândula pituitária anterior e os testículos.

O hipotálamo libera um hormônio chamado hormônio liberador de gonadotrofinas, que atua na glândula pituitária anterior.
A glândula pituitária anterior então libera o hormônio luteinizante (LH) e o hormônio folículo-estimulante.
Em resposta ao LH e FSH, seus testículos então sintetizam a testosterona.

Entretanto beber álcool interrompe a produção de testosterona, interferindo nas três glândulas.

Efeitos de longo prazo de beber álcool na produção de testosterona

Pessoas que bebem muito têm maior probabilidade de ter uma função testicular deficiente em contrapartida com pessoas que consomem uma quantidade moderada de álcool.

O consumo excessivo de álcool geralmente é considerado mais de 15 doses por semana para homens ou mais de 8 doses por semana para mulheres.

Homens que bebem muito têm mais probabilidade de ter:

Além disso, o hábito de beber danifica as células de Leydig nos testículos, que são responsáveis ​​pela produção de testosterona. Ao mesmo tempo, o álcool também pode interferir na liberação de LH, FSH e GnRH.

Entretanto o hábito de beber moderadamente não tem efeitos de longo prazo na saúde reprodutiva ou nos níveis de testosterona.

O consumo moderado de álcool é geralmente definido como uma bebida para mulheres ou duas bebidas para homens por dia.

Efeitos de curto prazo do álcool na produção de testosterona

O consumo abusivo de álcool pode causar prejuízos a curto prazo na liberação de testosterona. Isso porque afeta negativamente o hipotálamo e a glândula pituitária.

Uma pesquisa descobriu que a produção de testosterona pode cair até 30 minutos após beber qualquer tipo de álcool.

Em um estudo, homens saudáveis ​​beberam meio litro de uísque por dia durante 30 dias. Posteriormente seus níveis de testosterona foram comparados aos de homens com alcoolismo crônico.

Os níveis de testosterona dos homens saudáveis ​​começaram a cair no terceiro dia. Em seguida atingiram níveis semelhantes aos dos homens com alcoolismo no final do mês.

Quanto tempo depois de parar de beber a testosterona volta ao normal?

Abandonar o álcool pode ajudar a reverter alguns dos danos ao cérebro e aos testículos.

No entanto, dependendo de quanto e há quanto tempo você bebe, a recuperação pode levar meses ou anos. Afinal, alguns danos podem ser permanentes.

Um estudo descobriu que o dano causado pelo álcool no trato reprodutivo masculino é de alguma forma reversível. Mas somente após 10 semanas de abstinência total do álcool.

Embora os resultados dos estudos com animais nem sempre sejam iguais para os humanos, os resultados deste estudo sugerem que pelo menos uma recuperação parcial é possível.

Mais pesquisas são necessárias em seres humanos para entender melhor até que ponto o sistema reprodutor humano pode se curar depois do excesso de consumo de álcool.

Conclusão:

O consumo excessivo de álcool pode diminuir seus níveis de testosterona e prejudicar sua fertilidade. Beber muito, para os homens é considerado mais de 15 doses por semana.

Parar de beber ou diminuir a ingestão de álcool pode reverter alguns dos danos causados ​​pelo consumo crônico e abusivo de álcool.

LEIA TAMBÉM:

Comente:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.