Início » Parte interna da coxa flácida! O que fazer?

Parte interna da coxa flácida! O que fazer?

Parte interna da coxa flácida! O que fazer

Como perder gordura e ganhar massa muscular na parte interna da coxa

Ter a parte interna das coxas flácida pode ser um sério problema para muitas pessoas, principalmente para as mulheres. É uma área que tende a armazenar gordura, como a parte inferior da barriga e dos antebraços, Vamos mostrar nesse artigo : O que fazer para você se livrar disso!

Você provavelmente não perderá muita gordura na coxa se a sua genética for predisposta a ter maior quantidade de gordura nessa área, ou em qualquer outra parte do corpo.

Mas você pode reduzir a gordura corporal total com exercícios e dieta, mas vai perder a gordura em todo o corpo. Você não consegue queimar gordura de áreas específicas do corpo apenas com exercícios ou dietas.

Mas… Não perca as esperança! Um aumento nos músculos e uma pequena redução na gordura corporal podem tornar suas pernas mais bem torneadas, mas é claro, dentro dos limites de seu potencial genético. 

A melhor maneira de afinar as coxas é por meio de uma combinação de dieta e exercícios. 

Dieta

Embora a perda de peso nem sempre seja tão simples, como gastar mais calorias do que comer, há alguma sabedoria nessa abordagem.

Queimar mais calorias com exercícios do que você ingere cria um desequilíbrio energético, o que significa que você precisa usar suas reservas de energia (gorduras) para atender às demandas de calorias em seu corpo. (1)

Este é um equilíbrio delicado, porque um déficit calórico em excesso pode, na verdade, funcionar contra o seu metabolismo, retardando-o em resposta à ingestão muito baixa de calorias. Para manter seu metabolismo alto, tome cuidado para não criar um déficit de mais de 500 a 1.000 calorias por dia (23)

Leia também:

Exercícios para a parte interna da coxa

A dieta, entretanto, é apenas parte disso. Você pode realmente acelerar seu metabolismo e queimar gordura com os exercícios. Mas você pode queimar mais gordura e com mais eficiência com certos tipos de exercícios.

HIIT

HIIT, ou treinamento intervalado de alta intensidade , é um dos melhores treinos para aumentar a força, queimar gordura e acelerar o metabolismo. Não apenas queima calorias, mas também influencia em seu metabolismo geral, melhorando a resposta à insulina (45 ).

O treino HIIT permite um certo nível de variabilidade, mas, em última análise, consiste em partes alternadas de alta intensidade, muitas vezes explosiva, com sessões de baixa e média intensidade e recuperação.

Para ter os benefícios metabólicos reais do treino HIIT, os intervalos de alta intensidade (que podem durar de 30 segundos a vários minutos) precisam ser realizados a 85 a 95% do seu esforço máximo.

Os benefícios do HIIT são muitos, e o maior benefício pode ser a aceleração do metabolismo . Se você se esforçar nos treinos HIIT com intensidade de 90 a 95%, você continuará queimando gordura e calorias a uma taxa mais alta por pelo menos 24 horas (6)

Outra vantagem dos treinos HIIT é a variedade que eles oferecem. Você pode alternar exercícios usando apenas seu peso corporal como burpees e flexões e nos intervalos de recuperação, pode fazer exercícios de resistência, como agachamento ou abdominais.

Você também pode fazer um treino HIIT totalmente cardiovascular, na esteira por exemplo, mas se seu objetivo for apenas a parte interna da coxa flácida, provavelmente é melhor fazer exercícios com pesos junto com o treino de alta intensidade.

Para a maioria das pessoas que tem a parte interna da coxa flácida, fazer treinos HIIT  2 a 3 dias por semana é suficiente. Agora, é importante combinar o treino de alta intensidade com outras formas de fortalecer suas pernas, como o treino de  musculação.

Treino de musculação

Sim, você leu certo. Muitas pessoas subestimam o impacto da musculação sobre a gordura corporal, porque a queima de calorias em uma única sessão de treinamento é muito menor do que o que você queima ao fazer HIIT ou exercícios cardiovasculares ( 7 ).

No entanto, a pesquisa mostrou que mais músculos você tem, você queima mais calorias (8)

E embora seu déficit de calórico não aumente muito, as pesquisas recentes, feitas em ratos, sugerem que a musculação desencadeia uma reação hormonal no corpo que estimula as células de gordura a se decomporem em um processo denominado crosstalk celular ( 9 ,1011)

Por quê? Bem, outros estudos em ratos descobriram que os ácidos graxos liberados na corrente sanguínea após a quebra das gorduras podem realmente ajudar na reparação do tecido (12)

Em outras palavras, quando as fibras musculares se rompem durante o treinamento com pesos, as células de gordura entram em ação para ajudar na reconstrução.

A pesquisa é nova, então mais estudos precisam ser feitos. Ainda assim, se a parte interna da coxa flácida é o seu problema, o treino de musculação só vai ajudar nesse processo ( 13 ).

Cardio

Não se esqueça do bom e velho cardio para queimar gordura. Combinado com o treinamento intervalado e mais a musculação e com pelo menos um dia por semana de descanso, você pode manter seu fogo metabólico aceso com alguns bons exercícios cardiovasculares durante a semana.

Você pode misturar e combinar sua modalidade (corrida, ciclismo ou natação , por exemplo) e o tipo de treino cardiovascular para manter seu corpo e sua mente focada em seu objetivo.

Cardio de longa distância lenta

O treino cardio de longa distância e lento, é um treino fácil. É um treino cardiovascular feito em uma intensidade menor por um longo período.

Por exemplo, uma caminhada longa e suave na floresta ou fazer uma trilha ou um passeio relaxante a beira mar. A intensidade não é o objetivo deste treino, mas apenas a resistência.

Você queimará, principalmente gordura para ter energia para esse tipo de exercício e, embora o nível final de queima de calorias seja menor, ainda está em seu objetivo de emagrecer. Além disso, é bom para a resistência e pode ser feito como um treino de recuperação, se a intensidade for baixa (14)

 

Avalie nosso site:

Conclusão:

Quando se trata de remodelar seu corpo, há uma limitação em grande parte pelo fator genético. Algumas pessoas tem predisposição para ter a parte interna das coxas flácidas, mas isso não significa que você não pode mudar sua forma física.

Unindo dieta, treino de musculação e exercícios de cardio, e também uma boa dose de disposição e foco, você pode alcançar seus objetivos.

Marcações:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.