Epicondilite Lateral: Causas, Sintomas e Tratamento

epicondilite lateral do cotovelo de tenista

Cotovelo de tenista (epicondilite lateral) é inchaço, inflamação e em seguida ruptura dos tendões do antebraço.

Esses tecidos, que ligam o músculo ao osso, podem ficar sobrecarregados com o uso repetitivo, causando dor ou queimação que piora quando você segura ou levanta pesos.

O cotovelo de tenista pode levar até dois anos para curar completamente. O tratamento da epicondilite lateral é lento e geralmente envolve repouso, uso de cotoveleira e medicação anti-inflamatória.

Às vezes, o cotovelo de tenista pode ser confundido com outras condições, por isso é melhor ter o diagnóstico médico.

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Epicondilite lateral sintomas

Os sintomas mais comuns do cotovelo de tenista são: [1]

  • Dor ou ardência na parte externa do cotovelo, que piora quando você segura ou levanta um peso, como um halter por exemplo.
  • A dor começa no cotovelo, mas depois pode se espalhar para o antebraço
  • Perda de força de preensão fraca

A dor da epicondilite lateral geralmente tem um início gradual, mas também pode surgir repentinamente. Além disso a dor também pode variar de leve a grave e debilitante.

Causas

O que provoca epicondilite lateral?
O que provoca epicondilite lateral?

Apesar do nome, o cotovelo de tenista não afeta apenas jogadores de tênis.

A principal causa é um problema no tendão (chamado tendão do músculo extensor radial curto do carpo) que se liga à parte externa do osso do cotovelo chamada epicôndilo lateral, dando assim o nome médico de “epicondilite lateral”. [2]

Este tendão é o ponto de fixação do músculo puxa o punho para trás (chamado de extensão do punho). Uma das causas da epicondilite lateral na musculação é a execução de exercícios de tríceps. Principalmente tríceps invertido.

É importante observar que o cotovelo de tenista não é simplesmente uma inflamação do tendão. Em vez disso, como resultado do movimento repetitivo, os especialistas acreditam que lágrimas microscópicas que não se curam se desenvolvem dentro do tendão. [3]

Isso leva a um processo degenerativo (ou seja “desgaste”) e em seguida dor e sensibilidade na parte externa do cotovelo.

Epicondilite lateral do cotovelo tratamento

A recuperação do cotovelo de tenista pode ser um processo longo. Algumas pessoas não tem uma recuperação total por um ou dois anos após o início dos sintomas. Outros podem se recuperar completamente em cerca de seis meses.
A boa notícia é que a epicondilite lateral geralmente melhora sem tratamento. O tratamento envolve etapas simples e não cirúrgicas. Com o passar do tempo a maioria das pessoas responde bem.

Existem algumas etapas que você pode seguir para ajudar a curar a epicondilite lateral mais rapidamente.

  • Em primeiro lugar suspenda toda atividade física que envolva movimentos de tríceps.
  • Em segundo lugar use uma cotoveleira e munhequeira proteger seus tendões da tensão.
  • Além disso, procure um fisioterapeuta ou fale com seu professor de educação física para fazer exercícios de fortalecimento e alongamento que acelerem a recuperação.

Tratamento alternativo

Para a maioria das pessoas, um ou mais dos seguintes tratamentos funcionam bem para a epicondilite lateral: [4]

  • Suspensão ou redução da atividade: Parar ou reduzir significativamente as atividades que causam e/ou agravam a condição (muitas vezes por várias semanas) é um primeiro passo para a cura.
  • Medicação : Sob a orientação do seu médico, tomar um anti-inflamatório não esteróide (AINE) pode aliviar a inflamação e a dor.
  • Fisioterapia: A realização de exercícios de alongamento e fortalecimento dos músculos do antebraço, bem como várias técnicas como massagem com gelo, calor ou ultrassom, podem ajudar a melhorar a função muscular e acelerar a cicatrização.
  • Injeção de esteróides : Em certos casos, seu médico pode optar por injetar cortisona (um forte medicamento anti-inflamatório) na área próxima ao epicôndilo lateral.

Alguns dos exercícios que seu fisioterapeuta pode fazer incluem exercícios que melhoram sua força de preensão e exercícios de extensão e rotação do punho.

LEIA TAMBÉM:

Cotoveleira

Usar uma cotoveleira na parte de trás do músculo do antebraço logo abaixo do cotovelo, pode aliviar o estresse no tendão e no músculo.

Uma munhequeira também pode ajudar. Esse tipo de órtese restringe o uso do pulso, o que evita o excesso de tensão nos tendões do cotovelo.

Cirurgia

Uma pequena porcentagem de pacientes diagnosticados com epicondilite lateral necessita cirurgia.

De um modo geral, os pacientes podem considerar a cirurgia se os outros tratamentos não tiverem efeito após seis a 12 meses. [5]

Conclusão

Embora o “cotovelo de tenista” ou epicondilite lateral seja uma condição dolorosa e frustrante, fique tranquilo sabendo que você não está sozinho.

Essa condição é comum e, com tempo e tratamento adequados, a grande maioria das pessoas se recupera sem cirurgia.

Autor: Ulisses Veloso de Carvalho

Estudante de Nutrição, autodidata e um apaixonado por alimentação saudável, musculação . Minha meta é levar aos leitores do site Fanáticos Por Musculação as informações mais recentes do mundo fitness.

Um comentário em “Epicondilite Lateral: Causas, Sintomas e Tratamento”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.