Dieta Detox melhora a Fertilidade Feminina

Compartilhe nas redes sociais!

Pesquisadores da Universidade de Adelaide (Austrália) comprovaram pela primeira vez o importante papel do selênio nas primeiras etapas da fertilidade feminina.
Antioxidante natural, o selênio é encontrado em alimentos ricos em proteínas, como carne vermelha, frutos do mar e oleaginosas, sendo fundamental para o bom funcionamento do organismo – especialmente para aumentar a imunidade e equilibrar a produção de hormônio da tireoide.

Mas os estudiosos chamam atenção especial para sua capacidade de desintoxicar o corpo dos agentes químicos tão agressivos.

De acordo com Melanie Ceko, PhD em Química na universidade australiana, o selênio desempenha um importante papel no ovário, contribuindo para o desenvolvimento de folículos saudáveis – responsáveis pela produção de óvulos durante toda a vida fértil da mulher. “Já sabíamos da importância do selênio para a fertilidade masculina, mas agora estamos certos de que as mulheres também se beneficiam muito com esse antioxidante poderoso. Por outro lado, essa substância em excesso pode ser tóxica.

Como a infertilidade é um problema significativo em nossa sociedade, precisamos de mais pesquisas para compreender exatamente como os níveis de selênio podem ser otimizados no sentido de aumentar as chances de gravidez.”

Na opinião de Assumpto Iaconelli Junior, especialista em Medicina Reprodutiva e diretor do Fertility Medical Group, enquanto a ciência estuda o papel de substâncias como o selênio, é importante que as mulheres saibam avaliar se estão se alimentando corretamente ou não. Uma dieta inadequada, repleta de exageros e erros de julgamento em relação a determinados alimentos, pode comprometer a realização do sonho de se tornar mãe. Principalmente quando essa mãe está em tratamento de fertilização assistida.

“Uma condição nutricional adequada é determinante para se alcançar uma função reprodutiva normal. O déficit nutricional representa um importante fator na maioria dos problemas associados à infertilidade. Ainda há poucos estudos relacionando os hábitos alimentares e a composição de massa corporal de mulheres que procuram tratamento especializado, mas já é possível afirmar que seguir uma dieta personalizada, elaborada de acordo com o perfil da paciente, pode aumentar em duas vezes as chances de ter uma gravidez bem-sucedida”, diz o médico.

De acordo com o especialista, pacientes que passaram a consumir mais alimentos integrais, frutas e vegetais, abolindo do cardápio tudo o que comprometia o bom funcionamento do organismo e a saúde como um todo, obtiveram sucesso mais rapidamente. “É a composição desses alimentos, como os minerais, aminoácidos essenciais e vitaminas antioxidantes que influencia muito positivamente o metabolismo, resultando numa resposta também muito positiva ao tratamento de fertilização”.

Mais do que adotar uma ‘dieta detox’, o médico recomenda evitar o consumo de café, álcool, refrigerante, frituras, carne vermelha, açúcar e sal em excesso. “Qualquer pessoa pode muito bem substituir esses alimentos por algo mais saudável, como aumentar a ingestão de água e de frutas no cardápio. Faz bem para a saúde, aumenta as chances de engravidar e faz muito bem para o bebê também”, afirma Iaconelli.

Fonte:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.