O que é DHEA e Para que Serve?

O que é DHEA e Para que Serve

Compartilhe nas redes sociais!

O que é Dehidroepiandrosterona?

O Que é DHEA?

A dehidroepiandrosterona ou dhea ou sulfato dehidroepiandrosterona é um hormônio produzido pelas glândulas supra-renais do corpo.

O corpo usa o DHEA para produzir os hormônios sexuais andrógenos masculinos e estrógenos femininos.

A dehidroepiandrosterona chega a níveis de pico a cerca dos 25 anos de idade, em seguida, decaem de forma constante à medida que se envelhece.

Assim, quando as pessoas chegam aos 70 a 80 anos de idade, seus níveis de DHEA são apenas 10 a 20% dos adultos jovens.

Dhea baixo

Assim, como os níveis de DHEA decaem com a idade, os pesquisadores investigam se o DHEA poderia funcionar como um tratamento anti-envelhecimento.

Dehidroepiandrosterona
Dehidroepiandrosterona

Em pessoas idosas, os níveis mais baixos do que o normal de DHEA têm sido associados então com a osteoporose, doença cardíaca, perda de memória, e câncer de mama.

Mas, hoje já há varias provas cientificas de que os altos níveis de DHEA ajudam no tratamento dessas doenças e da mesma forma, pode ajudar na prevenção. 

Acima de tudo, os suplementos de dehidroepiandrosterona podem ter efeitos alguns possíveis colaterais. Como por exemplo: eles podem reduzir os níveis de HDL colesterol “bom” no corpo, e em mulheres podem aumentar os níveis de testosterona, assim como de estrogênio.

O DHEA suplemento é um hormônio sintético, assim que você deve conversar com seu médico antes de tomar.

Medicamentos que causam dehidroepiandrosterona baixo

Os medicamentos que podem diminuir ou diminuir os níveis de DHEA são por exemplo:

  • Medicações antipsicóticas, incluindo clorpromazina e quetiapina
  • Budesonida
  • Estrógenos
  • Contraceptivos orais
  • Dexametasona
  • Metformina

Quais os benefícios do DHEA?

Dehidroepiandrosterona benefícios
Dehidroepiandrosterona benefícios

DHEA engorda?

Estudos mostram DHEA ajuda a reduzir a gordura abdominal e melhorar a resistência à insulina. Outros estudos sugerem que a dehidroepiandrosterona ajuda a reduzir a inflamação nas artérias e reduzir a rigidez arterial.

DHEA é bom para o coração?

Estudos vincularam os baixos níveis de dehidroepiandrosterona com um aumento de doenças cardíacas. Os pesquisadores ainda não têm certeza se a suplementação com DHEA é seguro ou reduz o risco.

DHEA melhora o humor

Vários estudos sugerem que tomar DHEA pode ajudar a melhorar o humor, reduzir  a fadiga e o bem-estar. Em um estudo, mulheres com TPM  que tomaram suplementos de dehidroepiandrosterona relataram melhora na sexualidade e sensação de bem estar, incluindo menos sentimentos de depressão e ansiedade.

DHEA melhora a função Sexual nos homens

Um estudo descobriu que o DHEA tem ajudado homens com disfunção erétil (DE)  a obter e manter uma ereção, possivelmente porque o corpo converte dehidroepiandrosterona em testosterona.

DHEA melhoria da libido em mulheres

Pesquisas sugerem que o DHEA pode ajudar a melhorar o desejo sexual em mulheres mais velhas (mas não mulheres mais jovens).

DHEA  anti envelhecimento

Os níveis de DHEA, certamente,  diminuem com a idade, alguns pesquisadores descobriram que se tomar suplementos de DHEA pode então retardar ou prevenir problemas físicos ou mentais relacionadas com a idade.

Os resultados preliminares do estudo DHEA na França sugerem que o uso do suplemento pode retardar a perda óssea, melhorar a saúde da pele e melhorar o desejo sexual em mulheres com mais de 70.

As pessoas no estudo não tiveram qualquer melhoria na função e força muscular. Mas, em termos de perda de memória, alguns estudos têm mostrado que o suplemento DHEA melhora a aprendizagem e a memória em pessoas que têm baixos níveis de dehidroepiandrosterona. .

DHEA é natural

A maioria dos suplementos de Dehidroepiandrosterona são produzidas em laboratórios a partir de diosgenina, um esterol vegetal extraído de inhame mexicano (Dioscorea villosa).

Alguns extratos do inhame são comercializados como “DHEA natural.” Os anunciantes afirmam que estes extratos “naturais” são convertidos em DHEA pelo corpo. Mas isso não é verdade. Seu corpo não pode converter esses extratos em DHEA.

Por esta razão, é melhor olhar ler os rótulos dos suplementos  que listam DHEA em vez de diosgenin ou extrato de inhame selvagem.

Dessa forma é importante escolher  um suplemento DHEA de alta qualidade. Uma maneira de evitar a compra de um produto com DHEA contaminado é comprá-lo através de site de suplementos legalizados. Então, nunca compre suplementos alimentares em sites de leiloes como mercado livre, por exemplo.

Qual o melhor horário para se tomar o DHEA?

1 Caps de 50 mg no café da manhã

Seu corpo produz o hormônio principalmente na parte da manhã, sendo assim, tomar o suplemento pela manhã vai imitar esse ritmo natural.

Quais os efeitos colaterais do DHEA?

Usuários do suplemento devem fazer exames de sangue a cada 6 meses.

Muito poucos estudos têm sido feitos sobre a segurança a longo prazo de DHEA.

Porque seu corpo usa o DHEA para produzir o estrogênio e a testosterona, as pessoas com câncer relacionados a hormônios, tais como mama, próstata, ovário, adrenal, e câncer testicular, ou história familiar destes tipos de câncer, não devem tomar o suplemento.

DHEA pode piorar outras patologias relacionadas com hormônios, tais como endometriose ou síndrome do ovário policístico.

Alguns especialistas acham que as pessoas com um histórico de depressão ou transtorno bipolar podem ter efeitos colaterais ao usar o suplemento incluindo mania e irritabilidade.

Altas doses podem levar o corpo para parar de produzir o hormônio. Igualmente, doses elevadas também podem ser tóxicas para as células do fígado. Surpreendentemente, foi reportado pelo menos um caso de hepatite. Assim, as pessoas que têm doença hepática devem evitar o uso do suplemento . Alguns especialistas alertam que pode piorar os  problemas de fígado.

Pessoas com diabetes não devem tomar o suplemento, pois pode aumentar a resistência à insulina.

O DHEA pode aumentar a produção do hormônio masculino testosterona. Então, as mulheres devem estar cientes do risco de desenvolver sinais de masculinização. Como por exemplo: perda de cabelos, engrossamento da voz, crescimento de pelos no rosto, ganho de peso em torno da cintura, ou acne.

Agora, os homens devem estar cientes dos riscos do excesso de testosterona, como o encolhimento dos testículos, agressão, calvície masculina, pressão arterial elevada, e possível maior risco de câncer relacionados com testosterona. Chame o seu médico se algum destes sintomas ocorrer.

Outros efeitos colaterais podem incluir a pressão arterial elevada e reduziu HDL colesterol “bom”.

ANTI DOPING:

O Comitê Olímpico Internacional e da National Football League proibiu o uso de DHEA porque seus efeitos são semelhantes aos de esteroides anabolizantes.

DHEA uso com outros medicamentos:

Se você está atualmente a se tratando com algum dos seguintes medicamentos citados abaixo, bem como com quaisquer medicamentos destinados a alterar os níveis ou metabolismo de vários hormônios , você não deve usar o suplemento sem falar com seu médico primeiro.

AZT (Zidovudina)

Em um estudo de laboratório, DHEA reforçou os efeitos do AZT, usados ​​para tratar o HIV. No entanto, os pesquisadores não asseguram ser verdade ou seguro o uso  em humanos.

Barbitúricos

Estudos em animais sugerem que o DHEA pode reforçar os efeitos de barbitúricos, sedativos, muitas vezes utilizado para tratar distúrbios do sono. Estes medicamentos incluem butabarbital, mefobarbital, pentobarbital, e fenobarbital. 

Corticosteróides

Estudos laboratoriais sugerem que o DHEA pode aumentar os efeitos de prednisolona, ​​utilizados para tratar a inflamação e outras desordens.

Terapia de estrogênio e testosterona

DHEA pode afetar os níveis de estrogênio e testosterona no corpo. Então, as pessoas que estão fazendo terapia hormonal devem conversar com seu médico para ver se as suas doses precisam ser ajustadas.

Medicamentos orais para diabetes e insulina

DHEA pode fazer insulina e medicamentos usados ​​para baixar o açúcar do sangue menos eficazes, aumentando o risco de açúcar elevado no sangue.

Dehidroepiandrosterona alto

Alguns medicamentos podem fazer os níveis de dehidroepiandrosterona altos, como por exemplo:

Alprazolam
Amlodipina
Anastrozol
Nifedipina
Danocrine
Diltiazem
Methyphenidate
Metopirone

Conclusão:

Esse artigo é meramente informativo, assim não deve ser usado como substituto da consulta médica. Não use medicamentos sem prescrição médica.

Fontes:

https://www.mayoclinic.org

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed

LEIA TAMBÉM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.