10 Alimentos que Aumentam a Testosterona

10 alimentos que aumentam a testosterona naturalmente

Alguns alimentos que contém hormônios ou nutrientes que simulam hormônios, como fito estrogênios , aumentam a testosterona naturalmente.

Estudos mostraram que os nutrientes desses alimentos podem realmente aumentar a testosterona e o equilíbrio hormonal.

Junto com as recomendações do seu médico, você pode considerar os alimentos dessa lista que aumentam a testosterona como um complemento natural para os tratamentos de baixa testosterona.

Continue lendo “10 Alimentos que Aumentam a Testosterona”

13 Ervas Para Emagrecer

13 ervas para ajudar a emagrecer rápido e queimar a gordura da barriga. Estudos comprovam que essas ervas realmente aumentam o metabolismo da gordura, reduzem o apetite e a fome.

 13 ervas para emagrecer e perder barriga

Muitas ervas termogênicas foram comprovadas cientificamente que aumentam a queima de gordura ajudam a emagrecer, além de inibir o apetite. Sem dúvida, que o que você coloca em seu prato desempenha um papel importante na sua dieta. Assim, nada melhor que acrescentar algumas dessas ervas naturais e termogênicas no seu cardápio.

Continue lendo “13 Ervas Para Emagrecer”

8 Suplementos para Aumentar a Testosterona Natural

O 8 melhores suplementos naturais para aumentar a sua testosterona.

8 Melhores suplementos para aumentar a testosterona natural

Há varias formas de aumentar a testosterona natural, e uma delas é o uso de alguns suplementos para aumentar a testosterona. Esse suplementos são naturais e normalmente sem contra indicações ou efeitos colaterais. Se você é ou não praticante de atividades físicas, saber quais são esses suplementos para aumentar a testosterona natural pode ser muito importante.

Continue lendo “8 Suplementos para Aumentar a Testosterona Natural”

Qual o melhor termogênico feminino?

Listamos os melhores suplementos termogênicos femininos para emagrecer e queimar gorduras.

Termogênico feminino para emagrecer

O uso do suplemento termogênico feminino para queima de gordura é sem duvida uma boa opção para as mulheres que desejam acelerar o metabolismo. Assim, veremos nesse artigo os melhores queimadores de gordura e os novos termogênicos do mercado.

Continue lendo “Qual o melhor termogênico feminino?”

Whey Protein ou Clara de Ovo?

Whey ou clara de ovo, qual o melhor para ganho de massa muscular? Qual tem mais proteína?

Whey Protein ou Clara de Ovo?

Qual tem mais proteína? Qual melhor suplemento para ganho de massa muscular? Veja nesse Artigo os benefícios do Whey Protein e da Clara de Ovo

As proteínas do ovo são obtidas a partir de clara de ovo. Enquanto as proteínas do Whey Protein, são obtidas a partir do soro do leite. Vamos aprender mais sobre a clara de ovo e whey protein.

Continue lendo “Whey Protein ou Clara de Ovo?”

Engorda e emagrece o tempo todo? Evite o Efeito Sanfona.

Engorda e emagrece o tempo todo? Evite o Efeito Sanfona.

Para conseguir emagrecer muitas pessoas fecham a boca e seguem uma alimentação restrita para conquistar o peso ideal.  Você pode até eliminar alguns quilinhos indesejáveis por algumas semanas, mas o problema é que essas dietas restritas são as responsáveis pelo famoso efeito sanfona. 80% das pessoas que emagrecem recuperam o peso, segundo um estudo australiano publicado em 2011 pelo New England Journal of Medicine.

O efeito sanfona acontece em pessoas que submetem a dietas sem presença de nutrientes importantes para o organismo. “Apesar de essas dietas serem eficientes para o emagrecimento rápido, elas causam um novo ganho de peso as células de gordura aumentam em volume e também em quantidade. Quando acontece o emagrecimento elas apenas desincham e não são eliminadas, aumentando as chances de a pessoa engordar novamente”, afirma o nutrólogo  Dr.Fernando Bacalhau.

O problema não só interferem no peso, mas também na saúde. Pesquisas indicam que engordar e emagrecer com frequência aumenta a pressão arterial e as taxas de colesterol. “As mulheres, principalmente podem ganhar mais camadas de gordura abdominal. Além disso, o cérebro entende que essa eliminação do peso prejudica o organismo e por causa disso ele queima menos caloria deixando o metabolismo mais lento. Esse efeito provocado no corpo contribui para o surgimento do efeito sanfona”, diz o médico.

Drible o efeito sanfona

A melhor forma de driblar o efeito sanfona é seguir um plano alimentar feito por um nutricionista e fazer diariamente exercícios físicos.

Confira as dicas do nutrólogo Dr.Fernando:

Alimentação balanceada

Quem deseja emagrecer com a saúde não pode pular os intervalos entre as refeições. A dica é se alimentar de três em três horas para evitar comer em excesso nas outras refeições.

Dietas sem carboidratos

Cortar o carboidrato da dieta não é recomendado para um emagrecimento saudável. Se você deixar de comer o carboidrato o organismo passa gastar a energia reserva, fazendo com que a pessoa sinta-se cansada e sem disposição.

Hábitos saudáveis

Mastigue por mais tempo os alimentos para aumentar a sensação de saciedade e evite excesso dos alimentos.

Escolha os alimentos certos

Opte pelo consumo de pães integrais com baixo índice glicêmico, aposte em azeite, extravirgem, óleo de macadâmia, carnes magras e peixes. Procure beber de seis a oito copos diários.

Sobre o médico

Dr.Fernando Bacalhau, médico nutrólogo,formado pelo Fapes e pós-graduação pelo curso Longevidade Saudável

As dietas restritivas são coisa do passado. Se você quer ter uma vida saudável, a mudança de hábitos deve ser pequena e gradual. Inspire-se com essas dicas.
Cerca de 95% das pessoas que perdem peso com regimes alimentares radicais acabam recuperando os quilos perdidos de um a cinco anos depois.
Além de ineficazes, essas dietas podem ser prejudiciais à saúde. Atualmente, sabemos que a melhor forma de perder peso não é seguir uma dieta rígida, mas adotar uma mudança de hábitos pequena e gradual.

É o que propõe a série Quilo por Quilo, do Discovery Home & Health, em que um grupo de especialistas ajuda pessoas obesas a perder massa corporal de forma saudável. Em cada episódio, os participantes recebem dicas para alcançar o peso ideal e transformar sua atitude diante da vida.
Você também quer perder alguns quilos o mais e não sabe por onde começar? Confira algumas dicas para uma mudança de hábitos bem-sucedida e duradoura.

1.Tome sempre o café da manhã

Não tem desculpa: o café da manhã é a refeição mais importante do dia. Estudos comprovam que as pessoas que não se alimentam pela manhã tendem a ingerir mais carboidratos e gorduras, enquanto as demais escolhem opções mais saudáveis, como verduras, legumes e peixe. Na primeira hora do dia, lembre-se de ingerir frutas, cereais integrais e lácteos. Para o meio da manhã, tenha sempre à mão lanches saudáveis.

2. Faça entre cinco e seis refeições ao dia

Comer a cada três horas fornece toda a energia de que seu corpo precisa de forma gradual, o que diminui a vontade de comer gulodices e ajuda a não sobrecarregar o sistema digestivo. Café da manhã, almoço e jantar são indispensáveis, sempre com lanches leves nos intervalos.

3. Beba muita água

Além de manter seu organismo hidratado e eliminar toxinas, a água ajuda a reduzir o consumo de bebidas açucaradas, café, sucos e álcool. Tome ao menos dois copos antes das refeições para aumentar a sensação de saciedade e ingerir menos calorias.

4. Reduza seus pratos

Se você costuma encher o prato de comida, escolha um recipiente menor. Você terá a impressão de comer a mesma quantidade, mas reduzindo significativamente as calorias.

5. Faça as refeições à mesa

Tente não ingerir alimentos enquanto estiver caminhando, lendo ou vendo televisão. A maneira mais indicada é comer sentada à mesa. Dessa forma, você prestará mais atenção a cada porção e terá mais controle sobre o que come.

6. Prefira alimentos crus

Toda refeição deve conter uma porção de vegetais não cozidos. Cenoura, aipo e rabanete, por exemplo, são alimentos com baixo teor calórico, ricos em nutrientes e com um poderoso efeito antioxidante. Espere ao menos 20 minutos entre as refeições
Se você acha que ainda está com fome depois de uma refeição, espere ao menos 20 minutos antes de ingerir algum alimento. Em geral, é o tempo que o cérebro leva para transmitir a mensagem de saciedade.

7. Ceda às tentações, mas fora de casa

Proibições não funcionam, portanto, não tente eliminar para sempre os carboidratos ou doces da dieta, mas reduzi-los ao mínimo possível. Uma dica é só consumir guloseimas quando estiver fora de casa, em vez de tê-las sempre à mão na despensa. Assim fica mais fácil resistir à tentação.
8. Escolha de maneira inteligente

Uma dieta saudável não consiste apenas em reduzir o consumo determinados alimentos, mas de escolher melhor o que você come. Em vez de pão branco, por exemplo, prefira o integral, que fornece muito mais fibras e energia, prevenindo doenças como o diabete.

Termogênicos como agem?

O princípio dos termogênicos é simples, eles aumentariam a temperatura interna do corpo, através do desacoplamento mitocondrial, que é um complexo processo celular, iria gastar mais calorias e portanto, auxiliar na oxidação lipídica. Até ai tudo certo, seriam eles os grandes auxiliares para que o processo de emagrecimento acontecesse. Mas antes de entrarmos mais especificamente no caso dos termogênicos, temos de entender o princípio da termogênese.

Termogênese, a base de todos os termogênicos

Magalhães (2002), define a termogênese como:

‘A energia formada a partir de calor e gerada nos tecidos vivos. A quantidade de calor produzida é totalmente proporcional à taxa de metabolismo basal, que é a quantidade de calor produzida, quando estamos em estado de repouso em presença de um ambiente térmico neutro, onde nenhuma transferência de calor esteja ocorrendo entre o organismo e o meio ambiente.”

Nestas trocas de calor 40 a 60% da energia proveniente da hidrólise do trifosfato de adenosina, ATP, é perdida sob a forma de calor.
Estas perdas de calor a nível celular fazem com que o metabolismo, de uma maneira geral, fique muito mais acelerado para conseguir controlar a temperatura interna. Antes que alguém questione, termogênicos atuam a nível celular e são bem diferentes de atividades feitas em temperatura ambiente elevada.
O que acelera o metabolismo é o aumento da temperatura em nível celular e não em nível cutâneo.
Basicamente é esta a explicação fisiológica para que os termogênicos funcionem de verdade.

Os suplementos termogênicos são classificados como sendo aqueles que apresentam um maior nível de dificuldade de ingestão e absorção pelo organismo, fazendo com que este consuma uma mais elevada quantidade de energia e caloria para realizar a digestão.

Todos os suplementos gastam algum nível de energia para que sejam digeridos, ou seja, têm inerentes a capacidade de aumentar a temperatura corporal a nível celular. Basicamente eles podem trazer o efeito de auxiliar na eliminação de gordura e consequentemente na perda de peso.
Para os principais suplementos, geralmente são atribuídos entre 10 a 15% do gasto energético total. Porém, cada um de nós tem uma quantidade de calorias e nutrientes a serem ingeridas, de acordo com o estilo de vida e principalmente com o metabolismo.

No que se refere aos produtos, existem milhares nos mercados, mas estes citados nestes artigos são alguns dos mais bem avaliados pelos profissionais da área:

Lipo 6 – O Lipo 6 da empresa Nutrex é considerado um dos melhores termogênicos importados do mercado, possui ao todo 9 versões, sendo as mais famosas o Lipo 6 tradicional (consumido por homens e mulheres), a versão Black mais concentrada, a Unlimited e a versão Hers indicado apenas para mulheres.

OxiElite Pro – O OxyElite da empresa USP Labs também está entre os melhores emagrecedores do mercado mundial. A versão vendida aqui no Brasil teve sua fórmula modificada em comparação a versão vendida nos EUA, já que produto continha a substância DMAA, proibida pela ANVISA aqui no país.

Sineflex – Dos termogênicos fabricados no Brasil, o Sineflex é o que mais tem agradado.

Sineflex é uma formulação inédita. Com a tecnologia PURE BLOCKER, um blend exclusivo da Power Supplements que auxilia na redução da absorção de gordura de forma inovadora e eficaz. Aliado ao fator Dynamic Focus, estimulante que acelera o metabolismo, criando efeito termogênico que reduz a gordura e age sinergicamente com o blend Pure Blocker.

A combinação inédita no Brasil entre cafeína e sinefrina (presente no blend Pure Blocker), promove um aumento na quantidade de AMPc (adenosina 3′,5′- monofosfato cíclico), resultando em forte estímulo da quebra de gordura. Estudos comprovam que os tratamentos com p-sinefrina promovem uma diminuição significativa do ganho de peso, confirmando a ação lipolítica da p-sinefrina devido à estimulação dos receptores beta3-adrenérgicos (ARBO, 2008)

De maneira geral, podemos afirmar que sim, os suplementos termogênicos, quando bem aplicados funcionam e muito bem.

Além disso, é importante que se tenha em mente que, assim como todos os suplementos, os termogênicos são eficientes se aliados a uma boa alimentação e a prática constante de exercícios físicos.
Diga-se de passagem, nada tem mais efeito termogênico do que a prática de exercícios físicos regulares.
Além disso, outro cuidado que deve ser tomado é a ingestão regular de água, já que o aumento muito elevado da temperatura interna pode levar até a morte por hipertermia.

Portanto, se for usar termogênicos, tome bastante água, use-os cerca de uma a duas horas antes de seu treino e o mais importante, treine! Caso contrário, os efeitos com certeza não aparecerão.

Picolinato de Cromo e Chocolate

Você há tempos está travando uma luta contra a balança, já tentou inúmeras dietas e tem se empenhado na prática de exercícios físicos, mas não está vendo os resultados do seu esforço? Neste caso, saiba que isto pode ser um sinal de que o seu organismo está com dificuldades para metabolizar as substâncias consumidas e eliminar o excesso de gordura.

Quando esta situação ocorre é necessário recorrer aos métodos que sejam capazes de acelerar o processo de queima de gordura. Na atualidade, uma das possibilidades de emagrecer saudavelmente é através do uso de Picolinato de cromo, que é um suplemento dietético. Confira abaixo, quais são os seus benefícios:

O que é o Suplemento de Picolinato de Cromo?

O Picolinato de cromo é considerado um suplemento alimentar dietético, sendo rico em cromo, que é um mineral de fundamental importância para a produção de insulina do corpo humano. Ao consumir este suplemento, ocorre um aumento na produção de insulina, o que melhora o recebimento de glicose, culminando na otimização da circulação sanguínea, mantendo estáveis os níveis de açúcar no sangue.

Quais os benefícios do Suplemento de Picolinato de Cromo?

Em primeiro lugar, pelo fato de manter os níveis de açúcar estáveis no sangue, o suplemento de Picolinato de cromo inibe a vontade de comer alimentos com açúcar, o que faz com a pessoa tenha a sensação de saciedade e consuma um número menor de calorias.

A produção de insulina faz com que haja um ganho de energia, que por sua vez promove a queima de gorduras e ajuda na construção dos músculos, aumentando a massa muscular. Além disso, o indivíduo também terá mais disposição para praticar atividades físicas, evitando a fadiga.

Como tomar o Suplemento Picolinato de Cromo?

Antes de qualquer coisa, saiba que o suplemento Picolinato de Cromo é especialmente indicado para as pessoas têm dificuldades para emagrecer por não conseguirem deixar de comer doces. Se este é o teu caso, o ideal é consumir 25 g do suplementos por dia, ingerindo-o sempre uma hora antes das refeições.

http://wheyprotein.blog.br/picolinato-de-cromo-emagrecimento/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+blog%2FkZFN+%28Whey+Protein%29

Testosterona trata disfunção erétil e falta de libido



A reposição de testosterona é a solução para muitos problemas, desde que feita corretamente. Homens que buscam o medicamento nesse sentido sem orientação médica — para melhorar a libido ou aumentar a massa muscular, por exemplo — ou mesmo aqueles diagnosticados com baixa produção do hormônio que seguem o tratamento sem os devidos cuidados estão sujeitos a sofrer graves consequências. O excesso do hormônio no corpo pode interferir na fertilidade masculina, às vezes de maneira irreversível.

A queda da produção de testosterona faz parte do processo de envelhecimento. É normal que o nível caia anualmente 1% a partir dos 40 anos. “O homem nos procura reclamando de falta de libido e da dificuldade de ereção, mas, se a redução estiver dentro do previsto, não adianta receitar hormônio porque não haverá melhora”, destaca o diretor da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem) e professor de Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Alexandre Hohl. Diabetes, pressão alta e obesidade podem influenciar o apetite sexual, assim como problemas de relacionamento.

Para indicar a reposição de testosterona, deve-se chegar ao diagnóstico de hipogonadismo (baixa produção do hormônio), considerando o resultado de exames laboratoriais e as queixas do paciente. Há relatos mais raros de homens que, além da queda da libido e da disfunção erétil, sofrem com desânimo, cansaço excessivo, piora do sono, perda de massa muscular e de pelos corpóreos, problemas de memória, alteração de humor, fragilidade óssea e depósito de gordura no abdômen. “Em pacientes com mais de 40 anos, temos que excluir problemas de próstata antes de começar a reposição hormonal porque o tratamento acelera a evolução de doenças malignas ou benignas”, alerta Hohl.




 Os homens saudáveis, principalmente os que ainda planejam ter filhos, devem evitar a ingestão indevida de testosterona. “Quando você ingere o hormônio sem necessidade, bloqueia a hipófise, glândula essencial para a produção de espermatozoides. Nos casos em que se usa por muito tempo, a infertilidade pode não ser reversível”, alerta o diretor da Sbem. Hohl adianta, inclusive, que o hormônio vem sendo estudado como anticoncepcional masculino.

O especialista em reprodução humana assistida Paulo Gallo, diretor do Centro de Fertilidade da Rede D’Or Vida, conta que são comuns os casos de pacientes que chegam ao consultório com a produção de espermatozoides zerada devido ao uso inadequado da reposição de testosterona. A infertilidade é constatada por meio do espermograma, exame que avalia número, mobilidade e morfologia das células reprodutoras masculinas. “O comprometimento (da reposição de testosterona) pode ser tão intenso a ponto de chegar à azoospermia, ausência total de espermatozoides”, alerta. Só neste ano, Gallo atendeu dois pacientes que tentavam ser pais e se descobriram totalmente estéreis por esse motivo.

Obrigatória


Geralmente, a infertilidade é revertida com a suspensão do medicamento, mas não imediatamente. “Demora de seis meses a um ano para obter uma resposta, pois cada ciclo de espermatogênese (produção de espermatozoide) dura aproximadamente três meses”, explica Reginaldo Martello, chefe do Departamento de Reprodução Humana da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e andrologista do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Nos casos em que a baixa produção de células reprodutoras masculinas persiste, Martello sugere técnicas de reprodução assistida como inseminação artificial e fertilização in vitro.

Há casos, porém, em que a suspensão do medicamento não pode ser obedecida, como em jovens que precisam ser tratados com medicamentos à base de testosterona pelo fato dos testículos ou da hipófise não trabalharem adequadamente. Pessoas com a síndrome de Klinefelter normalmente são estéreis porque não produzem espermatozoides. Chefe do Departamento de Reprodução Humana da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e andrologista do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Reginaldo Martello acrescenta dois exemplos: “O vírus da caxumba pode atacar os testículos de maneira agressiva, levando a um hipogonadismo grave. Pacientes que perderam os testículos também precisam fazer a reposição hormonal, na maioria das vezes, pelo resto da vida.”

Martello informa que, quando o homem está com a intenção de ter filhos, a alternativa é indicar tratamentos que não interfiram na produção de espermatozoides. Utiliza-se, por exemplo, uma substância administrada em comprimido ou uma injeção que estimula a hipófise e os testículos a produzirem simultaneamente espermatozoide e testosterona. “É o mesmo medicamento indutor da ovulação na mulher. Ele estimula de maneira indireta o aumento da testoterona endógena sem prejudicar a produção de espermatozoides, mas nem sempre é eficaz”, esclarece o médico da SBU.

Em três formatos


Existem no Brasil três tipos de tratamento. O mais antigo são as injeções aplicadas mensalmente, que repõem a testosterona, mas não de maneira fisiológica. Isso porque o hormônio aumenta muito rapidamente, acima do normal, e também abaixa em pouco tempo, levando desconforto ao paciente. Apesar de ser mais cara, a aplicação trimestral resolve o problema do efeito “enche e esvazia”, pois as taxas do hormônio se mantêm estáveis por três meses. Mais recentemente, chegou ao país um gel que deve ser aplicado todos os dias nas axilas. É considerado o método mais próximo do processo natural.

Múltiplas funções

– A testosterona é um hormônio sexual masculino produzido em grande quantidade no homem e em pequena quantidade na mulher
– Dentro da barriga da mãe, enquanto o bebê se forma, o hormônio garante a diferenciação do sexo, estimulando a formação do aparelho reprodutor masculino
– Glândula do tamanho de uma ervilha que fica na base do cérebro, a hipófise produz hormônios que estimulam os testículos a começar a produzir testosterona e espermatozoides
– Na adolescência, a testosterona é responsável pelo crescimento do pênis, ganho de pelo no corpo e aumento da massa muscular
– O hormônio também está relacionado ao desejo sexual masculino e tem papel fundamental na manutenção da ereção do homem
– Com o passar dos anos, a produção de testosterona diminui. O quadro é chamado de declínio androgênico do envelhecimento masculino

http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2014/07/21/noticia_saudeplena,149471/usada-corretamente-reposicao-de-testosterona-trata-disfuncao-eretil-e.shtml

Vigorexia. Vicio em academia e anabolizantes pode ser doença

Insatisfação constante com o corpo pode ser sinal de doenças psiquiátricas.

 
 
Cuidar do corpo, se preocupar com os quilinhos extras ou ser adepto do exercício físico para deixar a silhueta definida e com curvas não traz nenhum prejuízo à saúde, “desde que estes cuidados pessoais façam parte de uma rotina de vida saudável e sem exageros”. O alerta é do psicólogo Niraldo de Oliveira Santos, da Divisão de Psicologia do HC (Hospital das Clínicas).
— O cuidado com o corpo proporciona bem-estar e eleva a autoestima. No entanto, o exagero pode prejudicar o cotidiano, comprometer a saúde mental e desencadear algumas doenças.
Segundo o especialista, o primeiro sinal de alerta é quando há o descontentamento constante com a imagem e a busca pelo corpo perfeito (e da moda) passa a ser prioridade e ocupar a maior parte do tempo da pessoa.
— Gastar boa parte do dia observando o corpo em superfícies refletoras, não necessariamente apenas espelhos, transformar a vida em contagem de calorias, usar somente roupas apertadas ou largas, como moletons, e beliscar a pele para checar se tem gordura são alguns sinais que demonstram preocupação extrema com a imagem.
A insatisfação com o corpo pode levar ao desenvolvimento de transtornos alimentares, de acordo com o psicólogo. Entre os mais comuns, estão compulsão alimentar, bulimia, anorexia e vigorexia (viciados em academia e anabolizantes).
— Os problemas não são específicos do universo feminino. Muitos homens também podem apresentar os transtornos, que costumam começar na infância ou adolescência e se estende para a vida adulta.
Segundo ele, a bulimia e anorexia são mais identificadas em mulheres jovens, “embora nos últimos anos tenha se observado uma tendência em crianças e homens”. Já a vigorexia é mais comum em homens e a compulsão alimentar acomete ambos os sexos.
O psicólogo acrescenta que estes transtornos dificilmente aparecem sozinhos, geralmente vêm acompanhados de outras doenças, sendo a depressão a mais frequente.
— No caso de anorexia e bulimia, destaca-se também o alcoolismo e o uso de drogas, assim como a vigorexia está associada aos anabolizantes.
O especialista do HC alerta que a anorexia é o transtorno psiquiátrico que mais mata no Brasil e o índice de mortalidade é maior do que todas as doenças psiquiátricas. A boa notícia é que todos os transtornos têm tratamento, que vai desde psicoterapia e uso de medicação até internação, nos casos mais graves.
Corpo artificial
Para alcançar o objetivo de um corpo sarado e cheio de curvas, homens e mulheres recorrem não só aos exercícios físicos como também as cirurgias plásticas e ao uso de suplementos e anabolizantes. Segundo a endocrinologista Andressa Heimbecher, da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia), há limites para o corpo “crescer”.
— O corpo cresce até certo limite porque existe um fator genético que deixa o músculo ir até aquele ponto. Depois disso, não adianta anabolizante nem suplemento.
O excesso de malhação pode causar um estado de over training — ruptura de fibras musculares que pode temporariamente sobrecarregar os rins, explica a médica. Além disso, o exagero impede a recuperação do músculo e, consequentemente, o resultado almejado.
— Sem falar que pode causar cansaço excessivo e fadiga crônica.
O educador físico André Roberto Grigoletto, acrescenta que “ao longo do tempo alguns exercícios podem provocar problemas nas articulações e nos músculos”.
— A pessoa pode viciar no exercício, cada vez mais aumentar o peso e fazer mais musculação sem dar o tempo necessário para o músculo descansar e crescer. Para ter o resultado mais rápido, muitas vezes a pessoa começa a utilizar anabolizantes.
Quando apenas o treino de musculação não é suficiente, muitas pessoas lançam mão da suplementação de proteína, que “em excesso pode sobrecarregar os rins, aumentando o risco de cálculos renais”. No caso dos anabolizantes, as consequências para a saúde são ainda mais drásticas, adverte Andressa.
— Além de câncer de fígado em ambos os sexos, as mulheres ainda podem apresentar acne, queda de cabelo, crescimento de pelos pelo corpo e diminuição da ovulação. Já os homens podem desenvolver atrofia nos testículos, infertilidade e ginecomastia (aparecimento das mamas).
Outra consequência é que com a interrupção do consumo de anabolizante o músculo para de se desenvolver e acaba “murchando”. Por isso, para evitar todos estes problemas, os especialistas ouvidos  concordam que recorrer aos hábitos saudáveis é fundamental  para atingir a meta do corpo perfeito. O psicólogo do HC reforça que “investir na dieta da moda ou definir um padrão que não é compatível com a sua constituição física são saídas equivocadas”.
Fonte:R7