Anabolismo e Catabolismo

Entender a diferença entra anabolismo e catabolismo ajuda a atingir seus objetivos de ganho de massa muscular, queima de gordura e perda de peso.

anabolismo e catabolismo

Compartilhe nas redes sociais!

O que é anabolismo e catabolismo

Seu metabolismo envolve um conjunto de processos que incluem anabolismo e catabolismo. Ambos ajudam a organizar as moléculas, liberando e capturando energia para manter o corpo funcionando e ter força. Essas fases do metabolismo acontecem simultaneamente.

O anabolismo está relacionado ao crescimento e a construção e a organização das moléculas. Nesse processo, moléculas pequenas e simples são transformadas em moléculas maiores e mais complexas. Um exemplo de anabolismo é a gliconeogênese. É quando o fígado e os rins produzem glicose de alimentos que não são carboidratos.

Catabolismo é o que acontece quando você digere os alimentos e as moléculas se decompõem no corpo para serem usadas como energia. Moléculas grandes e complexas no corpo são decompostas em moléculas menores e simples. Um exemplo de catabolismo é a glicólise. Este processo é quase o reverso da gliconeogênese.

Compreender o anabolismo e o catabolismo pode te ajudar a treinar melhor para perder gordura e ganhar massa muscular. O descanso também faz parte do processo. Seu metabolismo funciona mesmo quando você está dormindo.

Hormônios envolvidos no anabolismo e catabolismo

Seus hormônios desempenham um papel importante nesses processos. Diferentes hormônios no corpo estão associados ao anabolismo e ao catabolismo.

O anabolismo envolve os hormônios:

Estrogênio
Insulina
Hormônio do crescimento ( GH )
Testosterona

O catabolismo envolve os hormônios:

Adrenalina
Cortisol
Citocinas
Glucagon

Qualquer interrupção nos seus hormônios, como problemas na tireoide , também pode afetar esses processos e todo seu metabolismo. Por exemplo, um pequeno estudo com fisiculturistas examinou seu equilíbrio anabólico-catabólico hormonal enquanto se preparavam para uma competição. Alguns homens continuaram treinando e comendo normalmente, enquanto outros tinham restrição de energia para reduzir a gordura corporal.

O grupo com restrição de energia viu diminuições significativas em sua gordura corporal e massa muscular em comparação com o controle. Seus níveis de insulina e hormônio do crescimento também diminuíram ao longo da duração do estudo. Os níveis de testosterona também diminuíram entre 11 e 5 semanas antes da competição. Em outras palavras, as “vias anabólicas” dos homens estavam comprometidas, mesmo naqueles que estavam consumindo grande quantidade de proteína.

Os pesquisadores concluíram que os fisiculturistas podem precisar empregar outras estratégias nutricionais para prevenir um efeito colapso catabólico antes da competição.

Como o catabolismo e o anabolismo afetam o peso corporal

Como o anabolismo e o catabolismo são partes do metabolismo, esses processos afetam o peso corporal. Lembre-se: quando você está em um estado anabólico, você está construindo e mantendo sua massa muscular. Quando você está em um estado catabólico, você está quebrando ou perdendo massa muscular quanto gordura .

Você pode mensurar seu peso corporal para compreender esses processos e seu metabolismo geral. Tanto o processo anabólico quanto o catabólico levam à perda de gordura ao longo do tempo. Com relação ao seu peso na balança, como referência, no entanto, as coisas podem ficar um pouco complicadas.

Se você faz muitos exercícios anabolizantes, tenderá a perder gordura e manter ou até mesmo ganhar músculos. O músculo é mais denso do que a gordura, então seu peso corporal e índice de massa corporal podem permanecer mais altos, apesar de você estar mais magro.

Os exercícios catabólicos, por outro lado, podem te ajudar a perder peso, mas vai eliminar a tanto a gordura quanto os músculos. Você pesará menos, mas também terá muito menos massa muscular.

Você pode pensar nesses processos como uma equação para prever se pode ou não perder ou ganhar peso.

Pegue o catabolismo (quanta energia seu corpo produz) e subtraia o anabolismo (quanta energia seu corpo usa). Se você produzir mais do que usa, pode ganhar peso à medida que a energia é armazenada na forma de gordura. Se você usa mais do que produz, pode acontecer o contrário.

Existem exceções, é claro, especialmente se você tiver alguma doença que afete seus hormônios.

Exercícios catabólicos e anabólicos

Treinar de maneiras diferentes pode produzir resultados diferentes. O treinamento cardiovascular e de força estão ligados a diferentes processos metabólicos. Veja como obter o máximo de seus treinos, dependendo de seus objetivos.

TREINO Catabólico

Os exercícios catabólicos são os treinos aeróbicos ou cardiovasculares. Como por exemplo: correr , nadar e andar de bicicleta. Assim você está em um estado ativo constante por um período de tempo relativamente longo. De acordo com o American College of Sports Medicine , tente fazer pelo menos as seguintes quantidades de exercícios aeróbicos a cada semana:

150 minutos de intensidade moderada, ou
75 minutos de intensidade vigorosa

Isso geralmente é dividido em três a cinco dias de treinamento. Se você tiver um histórico de problemas de saúde, consulte seu médico antes de fazer esse tipo de treino.

Sua frequência cardíaca, pressão arterial e respiração aumentam durante o exercício catabólico. O corpo decompõe o glicogênio durante as sessões de suor para usar como combustível. Quando você fica sem carboidratos, o cortisol do seu corpo usa aminoácidos para criar energia.

Como resultado, os exercícios catabólicos podem te ajudar a fortalecer o coração e os pulmões. Mas também podem causar perda de massa corporal, tanto muscular quanto de gordura. Ele efetivamente quebra os músculos ao longo do tempo. Parte desse músculo pode ser reconstruída durante o sono ou repouso de oito horas ou mais por meio de processos anabólicos espontâneos.

TREINO Anabólico

Se você quer ganhar massa muscular, ficar em um estado catabólico por muito tempo pode funcionar contra você. Pode diminuir sua massa muscular e até mesmo comprometer sua saúde geral. A prevenção do catabolismo consiste em manter um bom equilíbrio entre nutrição, treinamento e recuperação.

O músculo pode ser mantido treinando três ou quatro dias por semana. 

Ganhar massa muscular e queimar gordura ao mesmo tempo

Você também pode fazer exercícios que são uma mistura de treino anabólicos e catabólicos. Um programa de exercícios completo deve incluir treinamento aeróbico e de força. O treino HIIT e outros treinamentos intervalados de alta intensidade são bons exemplos. Nesse tipo de treinamento, seu corpo está treinando tanto a resistência quanto na força cardiovascular. O resultado é ganho de massa muscular e perda de gordura.

Conclusão:

O anabolismo requer energia para crescer e construir músculos. O catabolismo usa energia dos músculos. Esses processos metabólicos trabalham juntos em todos os seres vivos para fazer produzir energia e reparar as células.

Compreender a diferença entre anabolismo e catabolismo pode te ajudar a atingir seus objetivos na academia e na balança. O que quer que você esteja procurando, exercícios regulares – treinamento cardiovascular e de força – mais uma dieta rica em alimentos integrais podem te ajudar a se manter saudável por dentro e por fora.

LEIA TAMBÉM:

Baixe GRÁTIS o e book do mestre Fernando Sardinha e tenha melhores resultados no seu treino!

Fontes:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.