Algas marinhas uma fonte de alimento saudável

Compartilhe nas redes sociais!

Alimentação balanceada é o que as pessoas buscam quando o assunto é cuidados com a saúde. Mas, será que encontramos todos os nutrientes necessários nos alimentos? Nem sempre. Com o empobrecimento dos solos, as frutas, verduras e legumes chegam à mesa do brasileiro sem a quantidade nutricional e mineral necessárias para a saúde.
Você come bem? Já ouviu falar na suplementação mineral como um aliado à sua rotina? A suplementação de minerais à base de algas marinhas é algo que não é muito conhecido, mas para as pessoas que já adotaram este é um grande parceiro para a saúde. Uma alimentação totalmente natural, sem aditivos químicos e de alta biodisponibilidade.
Com mais de 50 minerais, o Vitalidade® contribui para a manutenção de uma boa suplementação do organismo. Dentre os minerais em sua composição, destacam-se: cálcio, magnésio, ferro, cromo e molibdênio. Os minerais são substâncias inorgânicas que não podem ser produzidas pelos seres vivos e a falta destes componentes podem gerar desequilíbrios. Eles agem na formação dos ossos e dentes, no ritmo cardíaco, na condutividade neural, no controle muscular e no equilíbrio do ácido básico do organismo.

De acordo com pesquisa do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais, o cálcio de origem vegetal (que é encontrado nessa suplementação de minerais) tem maior poder de absorção (86,7%) em comparação com as fontes mineral (69,7%) e animal (27,4%).
Por ser um repositor de minerais natural, os elementos são organizados harmonicamente pela própria alga sem que haja conflito e seja absorvido em sua quase totalidade pelo organismo.
Segundo a nutricionista Camila Prata, graduada pela Universidade Estadual do Rio, a suplementação de minerais contribui para manter os níveis nutricionais normais de acordo com que o corpo necessita e, que muitas vezes, não é suprido somente com a alimentação. Um dos motivos que contribuem para este cenário é o aumento do consumo de alimentos industrializados ricos em açúcares, gorduras e pobres em vitaminas, minerais e fibras.
“Estes alimentos são carentes dessas substâncias para o bom funcionamento do nosso organismo e fortalecimento da imunidade. Além disso, a terra utilizada para o cultivo dos alimentos está mais pobre em nutrientes. As frutas, verduras, legumes e grãos chegam até os supermercados e feiras sem a quantidade e qualidade nutritiva, dificultando a absorção e a assimilação das doses diárias de sais minerais que são recomendadas”, afirmou a especialista.
Para se ter uma ideia, a ação do cálcio e do magnésio são cruciais para a formação dos ossos, dentes e na atividade de algumas enzimas, mas para que o cálcio tenha eficácia é necessária à presença do magnésio auxiliando na fixação. O cromo atua no metabolismo da glicose, das gorduras e também tem a função de estabilizar os níveis de glicose reduzindo a vontade de comer doces. Outra fonte relevante encontrada no suplemento é o ferro, considerado nutriente vital no combate a anemia, fraqueza e fadiga.
O suplemento foi desenvolvido em parceria com pesquisadores brasileiros na criação de um processo único chamado de “purificação da alga coletada”. As algas passam por uma técnica de purificação a baixas temperaturas no qual diversas impurezas são retiradas e os minerais são concentrados chegando ao seu estado final de pureza ideal para o consumo.
A vida que vem do mar
 
Encontrada no litoral brasileiro, a Alga Calcárea (Lithothamnium) – fonte do Vitalidade® – é um organismo vivo que absorve do fundo do mar os minerais disponíveis na água e transforma em elementos fisiologicamente compatíveis para as necessidades do corpo humano.
A Lithothamnium é composta por carbonatos de cálcio e de magnésio sob a forma de cristais de calcita e mais 20 oligoelementos, presentes em quantidades variáveis, principalmente Fe, Mn, B, Ni, Cu, Zn, Mo, Se e Sr.
As principais características que potencializam a atuação deste produto são: disponibilidade dos micronutrientes que se encontram absorvidos nas paredes celulares sendo assim facilmente assimiláveis e elevada porosidade das algas que propicia maior superfície especifica de atuação.
 
http://www.acritica.net/index.php?conteudo=Noticias&id=119322

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.