A virada do gordinho.

Compartilhe nas redes sociais!

 Após transformação, Júnior Uchôa ganha namorada e título estadual de fisiculturismo. 


Na musculação, atleta perde 13kg e elimina percentual de gordura de 35% para 7%

De patinho feio, Júnior Uchôa se transformou literalmente. Ainda com 19 anos, o estudante olhava na balança os seus 88kg e achava o peso catastrófico, o que chegou a levá-lo a depressão. Mas o que deprimia ainda mais do que o peso era o corpo. 

O adolescente não tinha músculos e nem tanto sucesso com as meninas. O fato incomodava tanto que foi motivo para Uchôa iniciar na musculação. A paixão pelo esporte acabou tomando conta e Uchôa virou fisiculturista. 

O gordinho emagreceu. Em valores, nem tão alto assim, ele chegou aos 75kg, ou seja, 13kg menos . Porém, o percentual de gordura saiu dos 35% para 7%. O corpo não é mais o mesmo. 

O “patinho feio” virou “bombadão”. E os planos saíram melhor do que a encomenda. Com os músculos, Uchôa ganhou uma namorada e faz planos para a nova vida.
Até ganhar músculos robustos, Uchôa, hoje com 21 anos, demorou um ano e meio. 

No esporte, já participou de três campeonatos de fisiculturismo e é o atual campeão estadual no seu peso. Porém, a melhor conquista é Bruna Barros, a atual namorada. Há dois anos no relacionamento, o fisiculturista relembra as dificuldades de não ter o tão sonhado corpo perfeito.   

 – No início, quando mudei o corpo, foram chegando várias meninas. Mas encontrei minha atual namorada e estamos juntos há dois anos. Talvez, pelos músculos, tenha atraído e chamado atenção (risos). Eu queria ter um corpo bonito para chamar atenção das meninas na escola e na faculdade. Comecei a fazer musculação pela baixa estima. Me sentia mal por não ter o corpo que gostaria ter. Isso me fez procurar algo pelo meu bem estar pessoal. Tive um início de depressão, que ainda bem não chegou a ser grave – narra Uchôa

.   

Agora de bem com o esporte e no amor, o atleta mudou de vida. A mãe apoia, mas faz ressalvas: não gosta quando o filho aumenta os músculos nas vésperas de competições. 

 -Ela diz que estou ficando feio (mais risos).   

Uchôa trocou os cigarros e a bebida alcoólica por uma alimentação que varia de acordo com a proximidade dos torneios. Para manter o corpo, a rotina é de duros treinos na academia.  

– Antes fumava cigarro, bebia todo fim de semana e isso gerava problemas no corpo. Qualquer comida era normal, não tinha restrições quanto à panelada, feijoada… 

– Digo que o resultado não vem só no treino, mas também de uma boa alimentação. 
No geral, minha comida hoje é baseada mais em carne magra, peixe ou frango, e produtos de baixo índice glicêmico, como batata doce, arroz, macarrão integral e aveia, além de gorduras boas, como azeite de oliva. 
Buscamos treinar intenso em pouco intervalo de tempo. 
É tudo muito pensado, varia de 45 minutos até 1 hora, e são três dias de treino e um de descanso 
conta Uchôa, hoje instrutor de musculação. 

Com uma página criada em uma rede social, Júnior Uchôa mostra fotos e sua rotina na academia, além dos campeonatos que disputou. Segundo ele, uma oportunidade para as pessoas buscarem motivação. A comparação de uma imagem antiga com uma atual, para o atleta, serve de estímulo para quem deseja começar. 

– Quando comecei minha dedicação ao fisiculturismo vieram os deboches. Mas considero que são palavras de inveja. O fisiculturismo representa não só a busca do corpo perfeito, como também da superação. Ser melhor do que você mesmo a cada dia. 

 

 http://globoesporte.globo.com/pi/noticia/2014/06/para-atrair-mulheres-ex-gordinho-vira-fisiculturista-e-ganha-super-corpo-veja.html

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.