7 Erros Mais Cometidos no Treino de Bíceps

Principais erros no treino de bíceps

A grande maioria quer ter bíceps grandes, mas se esquecem que o treino correto é crucial para ter resultados e por isso cometem erros no treino de bíceps. Vamos mostrar nesse artigo os 7 erros mais comuns cometidos no treino de bíceps que estão atrapalhando sua evolução. Leia mais.

1- Inclinar se para frente

Se você quer que o músculo cresça deve fazer com que ele trabalhe. Muitas pessoas jogam o corpo para frente na intenção de levantar mais peso. Isso só demonstra que você não sabe o que está fazendo e não cria tensão nas fibras musculares. O único objetivo que terá é tentar impressionar os amigos de treino com uma carga maior. Mas em termos de ganho muscular não está fazendo nada, só perdendo seu tempo e se sujeitando a se lesionar.

Se você precisa balançar seu corpo para frente para levantar os halteres ou a barra é sinal que a carga está pesada. Baixe a carga e execute o movimento corretamente. Certamente você terá mais resultado!

2- Se inclinar para trás

Inclinar-se para trás enquanto se curva não apenas tira a tensão importantíssima de seus bíceps, mas também o coloca em risco de machucar a parte inferior da coluna . A tensão é o que faz um músculo crescer, então fique com o corpo ereto durante toda a amplitude de movimento. Novamente, se você não conseguir completar o exercício sem se inclinar para trás, troque os halteres com um peso mais leve. Sua coluna vai agradecer.

3- Levantar os cotovelos e/ou os ombros

Levantar os cotovelos ou os ombros

Alguns atletas acham que conseguirão um aperto melhor no bíceps se levantarem os cotovelos ou encolherem os ombros. Isso simplesmente não é verdade. Ao levantar os braços e ombros, você apenas recruta o deltoide anterior para fazer o movimento. E isso apenas tira a tensão do bíceps e diminui a gravidade de sua contração. Fique de olho na sua postura.

4- Levantar o peso na altura dos ombros

Um dos erros mais comuns que os marombeiros cometem ao fazer o treino de bíceps é levantar o peso o mais alto possível na intenção de percorrer toda a amplitude de movimento. Acontece que levando os pesos a altura dos ombros geralmente é recrutado os deltoides frontais, reduzindo o esforço e contração nos bíceps.

Isso porque a curvatura básica é feita com os cotovelos presos ao lado do corpo. O movimento gira em torno apenas das articulações do cotovelo. Enrolar o peso dessa maneira permite que você leve o peso para a altura dos ombros.

Em um esforço para aumentar ainda mais o peso, muitas pessoas empurram os cotovelos para a frente. Assim que eles fazem isso, seus deltoides frontais entram em ação. Isso não só trabalhar outro grupo de músculos, mas também permite um tempo de descanso no topo, enquanto suas mãos estão sobre os cotovelos. A tensão no bíceps é altamente reduzida.

Para um isolar melhor os bíceps, mantenha seus exercícios de bíceps uni articulares. Fique atento a qualquer tendência de puxar os cotovelos para a frente ao levantar o peso. 

5- Encurtar o movimento

Aumentar sua carga ao longo do tempo é essencial para ter bíceps maiores. Mas muitas pessoas aumentam a carga cedo demais e compensam encurtando a amplitude de movimento.

Se o seu objetivo principal é continuar aumentando o peso, é provável que esse seu erro no treino de bíceps. Em sua pressa para aumentar a carga, você pode facilmente prejudicar a amplitude de movimento, o que significa que você acaba fazendo apenas repetições parciais. Ou seja, não alongando totalmente o bíceps na parte inferior ou levando o movimento ao ponto de contração máxima. Em contraste, fazer o movimento completo promove um desenvolvimento muscular mais completo.

O erro mais comum feito no treino de bíceps é pegar muito pesado. Frequentemente, o movimento excêntrico é interrompido bem antes da posição do braço estar totalmente estendido, geralmente deixando uma dobra do cotovelo de 90 graus ou um pouco menos. Se seus bíceps ainda estão muito dobrados na posição inferior – verifique se olhando de lado no espelho – você não está fazendo a extensão total.

6- Treinar bíceps depois de treinar costas

Em algumas divisões de treino, como por exemplo, puxa e empurra, os bíceps e costas são treinados no mesmo dia. Provavelmente, você organizou o treino de forma que o grupo de músculos maiores sejam trabalhado antes dos menores (antes do bíceps). Os bíceps são grupos musculares bem pequenos, mas são importantes para realizar os movimentos de puxar, então você deve treinar os bíceps antes de fazer os exercícios mais pesados ​​para as costas.

Mas se você fizer o treino de bíceps antes do treino de costas – o que a maioria das pessoas fazem – os flexores do braço ficarão muito fatigados antes de você fazer o primeiro exercício de bíceps. 

7- Treinar demais

Outro erro no treino de bíceps e ficar duas horas fazendo todos os exercícios de bíceps achando que vai desenvolver mais.

Infelizmente, não há nenhum estudo que garanta que quanto mais exercícios você fizer, terá maior ganho de massa muscular. Resumindo, no treino de bíceps menos é mais. 

É melhor fazer um treino de 30 min com 3 ou 4 exercícios corretos do que treinar por 1 hora errado.

Conclusão

Se você quer ter bíceps maiores, concentre-se em fazer os movimentos corretamente, esqueça a carga, leve o movimento até a falha, fique de olho no tempo de descanso entre os exercícios e faça ao menos um exercício concêntrico

Se você fez um treino de bíceps por mais de 30 minutos (com 12-15 séries), provavelmente seu treino está errado. Concentre-se em gerar maior intensidade em cada série, em vez de aumentar o volume para compensar. As duas variáveis ​​não combinam.

Fontes:

 

LEIA TAMBÉM:

Marcações:Dicas de Treino

2 comentários em “7 Erros Mais Cometidos no Treino de Bíceps”

  1. Pingback: Rosca Scott | Fanáticos por Musculação

  2. Pingback: Qual a melhor forma de fazer rosca direta? | Fanáticos por Musculação

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.